Faça sua alma crescer :)

alma

“Praticar arte, não importa se bem ou mal, é uma forma de engrandecer a alma. Cante no chuveiro. Dance escutando rádio. Conte histórias. Escreva um poema para um amigo… Mesmo que um poema ruim. Faça tanto quanto puder. Sua recompensa será enorme. Você terá criado algo.”

Estava fuçando meu emaranhado de emails pessoais (dá pra escrever um livro extremamente motivacional só com as mensagens que troco com os amigos mais próximos!) e encontrei essa citação do Kurt Vonnegut enviada numa fase crucial de mudança no ano passado.

Sempre recebo várias mensagens de “queria desenhar, mas não consigo!”, “queria ter uma letra mais bonita!”, “ah, que pena que não nasci pra dançar”, “poxa, não canto nem no chuveiro, Ari!”. Tanto no perfil pessoal quanto lá no @instadobem. E, na verdade, na maioria das vezes, a minha vontade é de responder: eu também não nasci pra nada disso. Não nasci sabendo nada disso, tampouco domino qualquer uma dessas artes, gente. A diferença é que eu vou lá e faço. Porque eu gosto, e acredito que a gente não precisa passar vontade, nem ter medo do ridículo: se você quer tentar algo que vai te fazer bem, faça. Não doi nada. Quase sempre nem custa nada.

E não importa o resultado que você vai ver no papel, em vídeo, na tela do computador. O que importa é tudo o que você sentiu durante o processo. É por isso que eu continuo aí: arriscando, falhando, começando de novo… Muitas vezes me frustrando, também, mas quase sempre rindo dos meus resultados. E convido todo mundo a arriscar também. Vem, gente. Arte é bom. Viver é bom. Se joga, dança sozinho, canta no chuveiro, coloca os sentimentos no papel, rabisca! Você pode descobrir que é excelente nisso. Ou pode descobrir que isso é excelente pra você. <3


Bonus: uma música pra você cantar e dançar sozinho por aí e já começar a praticar o desapego! 🙂

Comente pelo facebook

1 comment

  1. Pauliane Dos Santos

    Houve uma época na minha vida que “estaquei”, sem perspectivas para mais nada, a depressão me visitou, foi terrível por que até aí então, sequer tinha consciência do que me acontecia, a vontade de fazer qualquer coisa foi definhando, definhando e passei a viver dentro de uma rede, sem forças pra reagir, não penteava nem os cabelos, não tinha vontade de tomar banho por que tudo me doía. Passei a esperar compaixão das pessoas que me rodeavam, nada, parecia qye ninguém se importava ou mesmo percebiam ao errado em mim mas nada ninguém, passei a implorar, chorava, murmurava explicava o que sentia mas certas pessoas pensavam o pior de mim e aí nessa peleja, um dia olhava pelas grades do portão alguém que parou me chamou, conversou, comigo, sorriu pra mim… Era uma desses pessoas que fazem visita de inspeção, identificando se no bairro tinha algum idoso doente que não pode se locomover até o posto para tratar da saúde, o nome dela era MARIA DE JESUS, por ela vi uma pequenina “luz”, alguém que não me julgou, alguém que nem enfermeira era, mas um ser humano ♡ compassivo que com palavras simples me convenceu mesmo sem noção que eu precisava que alguém me escutasse e acreditasse em mim. Enfim minha história é grande demais, daria um livro mas o que importa dizer e que durante estes percalços nunca me esqueci de JESUS, e, fou ELE quem me salvou, me deu nova oportunidade, nos momentos de agonia que foram muitos e intensos vi a GRANDE LUZ que me erguia do fundo do poço para o alto. Resumindo tudo, percalços? Oh sim, ainda existem e muutis a diferença é que agora os enfrento e com fé, força e coragem tenho me mantido de pé, ajudando a mim e a todos que encontro no caminho. Sou hoje uma simples missionária leiga francuscana, católica que ajuda aqueles que necessitam a descobrir esse Pai maravilhoso que temos, que não nis abandona nunca, nossas escolhas é que muitas vêzes nos faz desviar do CAMINHO. Nem sei pq estou dando este depoimento, nunca fiz isso antes mas creio que Ele, nosso PAI celeste sabe, beijo. Encontrei sua mensagem enquanto envia va uma solicitação de amizade oara uma artesã, como eu, e essa mgs. me tocou pela leveza e aqui estou eu, escrevendo tudo isso. By

Deixe seu comentário!