A fotografia ensina: tudo depende do ponto de vista

Estamos acostumados a olhar para a vida e para nós mesmos sempre através de um ponto de vista que não é necessariamente nosso: ora o dos outros, ora o da depressão (para alguns), e ora um menos prejudicial, o da lente de uma câmera fotográfica. E esse último pode nos dar uma lição gigantesca e importantíssima sobre pontos de vista.

A fotografia pode ser uma faca de dois gumes, e assim como tudo na vida, tudo do qual tiramos foto é só uma porcentagem daquilo que estamos realmente querendo mostrar. Vivemos num mundo onde a diferença do que o que é mostrado no feed do Instagram e o que é mostrado no Instagram Stories pode ser, e muitas vezes é, muito diferente. Uma mudança de angulação ou de luz pode deixar algo feio, bonito.

Em um post no Bored Panda, o fotógrafo Phillip Haumesser fez uma seleção de algumas fotos que mostram como locações feias e esquisitas ficam lindas na mão de um fotógrafo profissional, mas a nossa interpretação pode ir muito além: como perceber que coisas feias e esquisitas a um primeiro olhar podem parecer bonitas e esperançosas quando nós olhamos “com a lente certa”.

“Há uns dois anos, eu costumava ver a vida como a maioria das pessoas: sem notar a beleza ao meu redor. Depois que eu peguei uma câmera e comecei a tirar fotos dos meus filhos, eu passei a ver o mundo de um modo absolutamente diferente”, ele diz no post.

Com uma seleção de fotos, Phillip, no post, dá uma pequena aula não só de fotografia, mas de comportamento: o modo como escolhemos ver as coisas afeta toda a nossa percepção do mundo, seja em um âmbito “pequeno” como a produção de uma foto, seja num âmbito maior, como, por exemplo, toda a nossa vida.

É muito difícil, porém, aplicar esse pensamento da noite pro dia. Negatividade, depressão e o jeito como as palavras dos outros afetam a gente são coisas que não conseguimos mudar da noite para o dia, ligar e desligar como uma câmera. Aprender a olhar o mundo com seus próprios olhos, sendo mais gentil com ele e com a gente mesmo, é um trabalho que exige esforço contínuo, diário. Mas a gente precisa começar de algum lugar.

Que tal começar tirando a foto mais bonita de si mesmo que você conseguir?

Comente pelo facebook

2 comments

  1. Rosângela

    Compartilho do mesmo ponto de vista. Adoro fotografar com meu celular viajo rs. Contemplar a natureza o mar alguma imagem… Há que se ter um olhar que vai além do simplesmente ver. Sentir o momento, a imagem. Sou assim. Passar isso para as pessoas pode mudar o dia delas as vezes. Acontece comigo. Parabéns pelo seu texto e por compartilhar. Muita Luz na sua lente da vida.

  2. Diva

    Tô aprendendo sobre fotografias, acho que por trás de uma simples foto, feia ou bonita tem assim que me encanta.

Deixe seu comentário!