Os melhores perfis para seguir no Pinterest

Pinterest é amor, é vida e é também meu maior passatempo nos momentos de tédio. Juro que não sei mais o que fazer um bolo sem olhar referências no site 😛 Brincadeiras à parte, o site é uma ferramenta super útil para se inspirar, ter ideias e também também de autoconhecimento – a gente percebe um padrão nas coisas que mais gosta.

No meu caso, o Pinterest tem sido essencial para encontrar meu ~novo estilo~ no guarda-roupa, mas lá também tem infinitos tutoriais de artesanato, receitas, fotos bonitas e mais, muito muito mais. Para ajudar a dar uma recheada no seu feed e te inspirar também, separei alguns dos meus perfis favoritos. Solta a mão no botão de follow e vem!

Joy Cho

A Joy tem o nome certo: tudo que essa moça faz/compartilha é repleto de alegria! Além de ter uma família muito fofa (ai desculpa, sou stalker e vejo todos os stories do Instagram mesmo), a designer tem de tudo: arquitetura, design, moda, decoração, tutoriais, inspiração para mamães. Tudo muito colorido e divertido, como a vida tem que ser. 🙂

Sara Walk

Eu coroei a Sara a rainha do Pinterest! 🙂 A conta dela tem tantas dicas de DIY e tutoriais que a gente mal sabe por onde começar, e é tudo muito maravilhoso e dá vontade de ter uma vida assim super colorida e cheia de flores, dar várias festas temáticas com sobremesas lindas.

 

Bekka Palmer

Bekka é fotógrafa, mas seu perfil no Pinterest não tem só inspirações fotográficas não! A moça salva de tudo, mas lógico, também tem bastante inspiração para quem gosta de clicar. Um dos meus boards favoritos é um chamado “Inspiration Station”, onde ela salva imagens, texturas e ideias 🙂

Lari Cunegundes

O feed da Lari é uma lindeza que só, ela tem até foto personalizada para a capa das pastas do Pinterest. Muitos pins de looks e moda – looks dela e outras inspirações também! –, minimalismo na decoração e makes.

Jess Vieira

O perfil da Jess é um dos que eu mais acesso para me inspirar! Ela tem esse dom incrível de harmonizar as cores em tons pastéis – no cabelo incrível, decoração e roupas –, sem contar que amo o formato que ela organizou as pastas: tem uma pasta para cada tom de cabelo fantasia, gente! Haja paciência e cuidado 🙂

A Beautiful Mess

Um dos meus blogs favoritos não deixa de ter um dos meus perfis favoritos no Pinterest. As irmãs do A Beautiful Mess (um blog muito legal de DIY, decoração e receitinhas show) arrasam nos boards também, com conteúdos originais do blog e também repins de outros perfis que as inspiram.

Design Love Fest

Outro blog de DIY que tem um Pinterest ótimo! 🙂 No Design Love Fest tem muitas cores vibrantes, glitter, estilo dos anos 80 e inspirações fotográficas, ou seja, tudo que a gente ama! De quebra ainda tem várias ideias de nail art divertidas (não que eu tenha coordenação para isso, mas né… não custa nada sonhar)

SalvarSalvar

SalvarSalvar

Talentos Invisíveis: campanha mostra que eles são mais do que refugiados

Morar em um país que não é o seu de origem pode ser uma tarefa árdua – dia após dia é preciso se provar para quem quer que esteja ao seu redor e mostrar que, apesar de não ter nascido ali, você é tão capaz quanto. Digo isso por experiência própria: ainda que seja uma experiência incrível estar do outro lado do mundo e eu seja privilegiada em muitos sentidos, sem sofrer tanto preconceito e hostilidade, ainda sim sou colocada debaixo do rótulo de imigrante, única e exclusivamente.

E a minha experiência não é nada de mais, sou café com leite nessa história toda. Até porque, hoje a gente não veio aqui para falar de mim: estamos aqui para falar da campanha Talentos Invisíveis, um projeto com intuito de ressaltar as qualificações profissionais de refugiados que estão tentando construir uma vida no Brasil.

Muitas vezes, aqueles que tem que deixar seus países e recomeçar a vida em outro lugar são tratados apenas como refugiados e tem suas trajetórias profissionais, capacidades e experiências apagadas pela sociedade. Em tempos em que o discurso conservador e o preconceito contra imigrantes se derrama na boca de políticos com influência mundial, é importante lembrar que toda pessoa – seja ela refugiada ou não – precisa ser vista pelo que é por inteiro, muito mais do que pela condição do seu visto.

Ser refugiado é abrir mão da sua cultura e história, em busca de proteção e segurança, deixando tudo para trás. É também ter a resiliência de recomeçar tudo de novo, em um local totalmente novo e enfrentar tudo aquilo que ficou para trás e o que está por vir pela frente. Felizmente, conhecimento é algo que ninguém nunca vai tirar da gente e pode ser uma ferramenta valiosa para essas pessoas, muitas das quais extremamente qualificadas para o mercado:

A campanha é um projeto da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e do Programa de Apoio para a Recolocação do Refugiado (PARR), e além do vídeo conta também com um site que reúne fotos, currículos e qualificações dessas pessoas através do Linkedin (é preciso ter cadastro na plataforma para acessar os currículos).

Os participantes da campanha foram escolhidos por uma curadoria, mas existem muitos outros cadastros para serem acessados no site de recrutamento do PARR. A ideia é dar um suporte a essas trajetórias, para que sejam avaliados por seus reais potenciais e capacidades profissionais, e não pela circunstância que se encontram, seu lugar de origem ou o tipo de visto que carregam.

Quando enxergamos as pessoas por completo, dissolvemos preconceitos! 🙂

SalvarSalvar

5 TED Talks incríveis para te inspirar!

Às vezes, tudo que a gente precisa é de uma injeção de inspiração. Entre as minhas técnicas para esses dias em que a gente se murcho e desanimado, uma das mais efetivas é assistir a uma das famosas TED Talks.

TED é a abreviação de Tecnologia, Entretenimento e Design, uma organização sem fim lucrativos dedicada a espalhar ideias em forma de conferências, palestras e eventos ao redor do mundo sobre os temas que dão o nome à coisa toda – na verdade, hoje em dia eles abordam os mais variados temas que encaixem dentro de cultura e ciência, mas de alguma forma, todos os vídeos são pertinentes e super atuais.

O formato mais conhecido da TED são os vídeos inspiradores de até 20 minutos, com especialistas e gente que domina o assunto. Uma das minhas coisas favoritas nessa vida é ouvir as pessoas – sempre digo que decidi fazer jornalismo porque queria ouvir o que os outros tinham a dizer –, e nada como aprender coisas novas e ainda recuperar a inspiração! 🙂 Fico alternando entre encontrar vídeos novos e reassistir meus queridinhos, e ambas experiências são sempre ótimas.

A nossa querida Jeska já fez um post sobre TED Talks inspiradores um tempão atrás, mas essa lista sempre pode aumentar e achei que valia a pena adicionar alguns dos meus favoritos no bonde:

OBS: todos eles tem legendas em português, basta só selecionar nas opções de idioma do vídeo 😉

Amanda Palmer – A Arte de Pedir

Na palestra que inspirou o livro homônimo, Amanda Palmer fala sobre a nova relação entre artistas e fans e sobre o quanto a vulnerabilidade de ‘pedir’ nos torna mais humanos e abre portas para experiências únicas e especiais.

Shane Koyczan – Até o dia de hoje… Aos belos e vítimas de bullying

Esse me fez chorar. Muito. Várias vezes. O poeta Shane Koyczan faz uma leitura incrível do seu poema em homenagem a todos aqueles que já sofreram bullying, sobre o que é ser adolescente e não se encaixar, sobre como você não está errado em ser quem é.

Já assisti tantas vezes essa TED Talk que até decorei alguns trechos, é uma das que mais me tocou até hoje.

Susan Cain – O poder dos introvertidos

Como uma introvertida de carteirinha, é um alívio encontrar alguém que encoraje e incentive minha personalidade em uma sociedade que valoriza tanto pessoas sociáveis e extrovertidas.

Megan Jay – Por que os 30 anos de idade são o novo 20 anos de idade

Não espere até os 30 para achar que vai estar no topo da vida: os seus vinte anos são incríveis e você tem mais é que aproveitar sua criatividade e força de vontade!

Brene Brown – O poder da vulnerabilidade

A Dra. Brene estuda as conexões humanas e nossa capacidade de sentir empatia, amar e se sentir amado. Segundo ela, se nos permitíssemos ser vulneráveis, nossas vidas seriam bem melhores (tem um pouco a ver com o que a Amanda Palmer fala na TED Talk dela, também).

Esse é uma das maiores lições que já tirei da TED, recomendo!

E você, tem alguma TED Talk favorito que não colocamos aqui ainda? 🙂

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar