Larguei meu Bullet Journal, como faço para voltar?

Toda atividade que fazemos com a intenção de virar hábito leva tempo (já falamos sobre isso aqui), nada acontece da noite pro dia. Inclusive nós nem largamos as coisas da noite pro dia.

Pode ser que você viajou uma semana e não fez sua página do bullet journal, ou você trabalhou de um lugar diferente, na outra semana ficou doente… as variáveis são infinitas, mas o final dessa história é o mesmo: o bujo lá, paradinho, largado, esquecido, abandonado, 10h de violino triste tocando ao fundo.

Bujo da @marcelastaub

A primeira regra é: não se culpe. Acontece. E nesse caso você começa a abordar esse “problema” de duas formas:

1) Bullet Journal é um sistema que não funciona para você

Aí não tem post-it bonitinho, washi tape, caneta colorida ou desenhinho que dê jeito! Se não funciona, então não funciona a ponto. Não vale a pena perder tempo e energia com algo que não está te acrescentando em nada e a solução mesmo é seguir com a vida. Foi ótimo enquanto durou.

2) Se o BuJo funciona pra você, como voltar a usá-lo?

Eu passei por isso. Fui gradativamente “perdendo a mão” no bullet journal até que uma época abandonei de vez e só consegui retomar recentemente. O problema era que, ao contrário do primeiro ponto lá em cima, o bujo realmente me ajudava e fazer as spreads me deixava feliz, relaxada.

O que fazer então?

Pare de usar por um tempo

Primeiro de tudo, não se force. Se você sente que tá parando, não faça uma spread à força pelo bem da estética do seu caderno. Meu caderno inclusive tá todinho cheio de clipe e zoadasso simplesmente porque eu me forçava a fazer uma coisa que eu não tava no clima.

Se precisar, pause pelo tempo que for, não tem problema 🙂

Trate a inspiração pelo que ela é: uma inspiração

Uma das coisas que mais assombra a maioria das pessoas quando ela estão no processo de construir o bullet journal delas, é o tanto que informação e inspiração existe na internet. O problema de tudo isso é que, se você tratar aquela inspiração como OBJETIVO e não como INSPIRAÇÃO, você se frustra por não conseguir fazer o desenho/lettering exatamente do jeito que tá ali.

Bujo do @vitormrtns

Uma coisa que eu aprendi bem recentemente é que pra me inspirar eu não preciso necessariamente reproduzir traço a traço algo que eu vi na internet, eu posso só pegar elementos e ver se eles funcionam comigo.

Outra coisa que diminui bastante a frustração é: não consegue fazer lettering mas quer deixar as escritas no seu bujo um pouco mais bonitas? IMPRIMA! Escreva os dias da semana, o nome do mês, os cabeçalhos ou o que quer que seja em um documento no Word mesmo (ou no Illustrator/Photoshop, se você tiver mais jeito) e imprima em papel normal ou adesivo 🙂

Um dia de cada vez, literalmente

Antes de ~voltar com tudo~ sem saber se você vai realmente conseguir, que tal fazer apenas UM DIA por semana?

Por exemplo: toda segunda-feira você vai lá no seu bullet journal e faz uma to-do list das coisas que você precisa fazer na semana inteira. Conforme o tempo for passando, você vai perceber que acrescentar os outros dias é um processo natural de organização e visualização do conteúdo.

A Marie (@journalspiration) dividiu em dois lados: em um lado tem uma “to-do list” da semana e do outro, só eventos.

Mas tudo no seu tempo!

Tente “enfeitar” os meses

Uma coisa que deu certo pra mim nesse mês de setembro foi pegar a ideia da Amanda, uma youtuber de bujo canadense que minha melhor amiga me apresentou (tá aí uma dica bônus (!): converse com suas amigas e amigos que também fazem bujo), e fazer meses temáticos.

Por exemplo: esse mês o “tema” é Setembro Amarelo, então todas as minhas páginas têm mais amarelo que qualquer outra cor. Isso me anima demais na hora de imprimir imagens e fazer colagens 🙂

Meu bujo! @ddsaldanha

E se nada funcionar?

Bom, então talvez seja hora de rever aquele Passo 1 e começar a pensar que o bullet journal não é o método que mais funciona pra você, e as opções são muitas: boards em casa, aplicativos… o mundo de possibilidades se abre, e você só vai ter certeza quando testar.

E aí? Têm mais alguma dica que esquecemos de colocar aqui? Isso já aconteceu com vocês? 😉

Comente pelo facebook

1 comment

  1. Vitória Rios

    Pq os posts da Duds sempre são um colírio pros olhos hein? Uma tipografia dessas bixo

Deixe seu comentário!