#instadobem04: Gente que compartilha sorrisos

head4

Nós falamos o tempo todo sobre a importância dos pequenos gestos no dia a dia. É isso que inspira tanto as coisas a mudarem. E um dos gestos mais valiosos que temos é o sorriso.

Isso mesmo: um pequeno sorriso pode mudar o seu dia e o de outras pessoas. Por isso, quando pedimos que enviassem sorrisos no #instadobem04, já sabíamos que o resultado seria iluminado – e não deu outra! Se existe coisa mais contagiante que um sorriso, ainda não conhecemos. É tão bom usá-lo muito mais que como uma expressão de alegria, mas como uma arma para fazer com que o que nós e as pessoas ao nosso redor sentimos se transforme…

Gostou? Quer participar e aparecer também? Fotografe crianças e publique com a hashtag #instadobem05! O vídeo vai ao ar no próximo fim de semana! 🙂

Segue a gente lá no instagram: @instadobem!

 

#instadobem03: gente que ama gatinhos

head3

Essa semana foi cheia de gatinhos! Ao lado das meninas do Cat Lovers Day nós tocamos o terceiro desafio #instadobem e conseguimos participações recorde! Foi overdose de fofura passear pela hashtag. Já estava quase começando a miar aqui… Hahaha.

Ficamos muito, muito felizes com as participações e, como de costume, preparamos um vídeo com as fotos que mais geraram suspiros na redação. Mas a verdade é que nunca sentimos tanta vontade de fazer um vídeo com TODAS as fotos. Já imaginaram? Dez minutos de gatinhos nonstop! Ainda bem que o autocontrole venceu. Dá o play e curte o amor que é deixar os gatinhos dominarem a internet!

Gostou? Quer participar? A #instadobem04 já está no ar é é pra gente que é feliz! Dá uma olhada lá no nosso instagram e participa! É só fotografar sorrisos e enviar. 🙂

Para ver todas as fotos que participaram do desafio, é só clicar aqui!

Por que você deveria assistir Dexter agora mesmo

Atenção, esse post é livre de spoilers! 😉

tumblr_inline_mti2kvcpjp1qkq1cq

Depois de oito anos, a saga de Dexter Morgan finalmente chegou ao fim. Foram oito anos entrando na mente de um serial killer, tentando entender suas escolhas e prever suas atitudes. Oito anos fazendo a mesma pergunta: um serial killer também seria capaz de ter sentimentos comuns, de amar outras pessoas?

Se você é daqueles que nunca assistiu um episódio, se prepare, porque Dexter te faz viciar e assistir a temporada inteira loucamente – ou então, você odeia logo de cara e não quer nem saber de ver o resto (é, isso pode realmente acontecer).

tumblr_m06dupBg221qmffbqo1_500_large

Dex vive uma vida aparantemente comum em Miami, ama o seu trabalho, sua irmã e curtir o seu barco aos finais de semana. Mas com uma diferença: Dexter é um serial killer que trabalha como técnico em análises de sangue na Polícia de Miami, sua irmã não sabe do seu segredo e seu barco é o meio de transporte para despejar suas vítimas no mar.

A vontade de matar vem desde pequeno e com isso seu falecido pai criou um código para ajudá-lo a sobreviver. Dexter só poderia matar pessoas ruins, aqueles que já haviam matado outras no passado e saíram impunes de seus crimes. Existe melhor lugar para encontrar essas vítimas do que no seu próprio trabalho?

É a partir daí que acompanhamos Dexter em sua jornada pelo controle dos seus impulsos, o tal do “passageiro sombrio” que o faz tomar todas essas atitudes pouco ortodoxas de justiça.

A cada temporada temos um grande criminoso que nos leva cada vez mais próximos do verdadeiro Dexter, de seu passado, e principalmente, da sua luta entre parecer uma pessoa comum e esconder esse grande segredo. Em teoria, serial killers não possuem grandes emoções e Dexter seria incapaz de sentir afeição por um outro ser humano. Será?

tumblr_lgcqctxzhm1qdp2efo1_500_large

Dexter vai além da busca pela humanização do anti-heroi, mas pela nossa própria: todos nós temos algum tipo de “passageiro sombrio”, aquele lado que você não quer contar pra ninguém, mas que tudo bem. Porque em Dexter ele consegue transformar um lado obscuro em algo bom, em uma força positiva; o sangue e as mortes acabam ficam de lado.

“Todos nós temos algo para esconder, algum lugar obscuro dentro de nós que não queremos que o mundo veja. Então fingimos que está tudo bem, nos cercando de arco-íris… e talvez isso seja o melhor a fazer, porque talvez alguns desses lugares sejam mais escuros que outros”

Dexter, Dexter 5.05 First Blood

Independente da opinião de cada um sobre o final, Dexter foi uma série que ia muito além de um serial killer com morais e regras, mas sim uma luta pelo descobrimento do lado bom dentro de cada um de nós, mesmo nas situação mais difíceis, mesmo nos momentos mais sombrios das nossas vidas. É sempre possível encontrar um lado bom e, de alguma forma, fazer dele o melhor que podemos.