Faça sua alma crescer :)

alma

“Praticar arte, não importa se bem ou mal, é uma forma de engrandecer a alma. Cante no chuveiro. Dance escutando rádio. Conte histórias. Escreva um poema para um amigo… Mesmo que um poema ruim. Faça tanto quanto puder. Sua recompensa será enorme. Você terá criado algo.”

Estava fuçando meu emaranhado de emails pessoais (dá pra escrever um livro extremamente motivacional só com as mensagens que troco com os amigos mais próximos!) e encontrei essa citação do Kurt Vonnegut enviada numa fase crucial de mudança no ano passado.

Sempre recebo várias mensagens de “queria desenhar, mas não consigo!”, “queria ter uma letra mais bonita!”, “ah, que pena que não nasci pra dançar”, “poxa, não canto nem no chuveiro, Ari!”. Tanto no perfil pessoal quanto lá no @instadobem. E, na verdade, na maioria das vezes, a minha vontade é de responder: eu também não nasci pra nada disso. Não nasci sabendo nada disso, tampouco domino qualquer uma dessas artes, gente. A diferença é que eu vou lá e faço. Porque eu gosto, e acredito que a gente não precisa passar vontade, nem ter medo do ridículo: se você quer tentar algo que vai te fazer bem, faça. Não doi nada. Quase sempre nem custa nada.

E não importa o resultado que você vai ver no papel, em vídeo, na tela do computador. O que importa é tudo o que você sentiu durante o processo. É por isso que eu continuo aí: arriscando, falhando, começando de novo… Muitas vezes me frustrando, também, mas quase sempre rindo dos meus resultados. E convido todo mundo a arriscar também. Vem, gente. Arte é bom. Viver é bom. Se joga, dança sozinho, canta no chuveiro, coloca os sentimentos no papel, rabisca! Você pode descobrir que é excelente nisso. Ou pode descobrir que isso é excelente pra você. <3


Bonus: uma música pra você cantar e dançar sozinho por aí e já começar a praticar o desapego! 🙂

Gente que tem amizades grandiosas <3

Danilo, Bruna, Ariane, Mateus, Jessica em: como salvar um fim de semana com pizzas e risadas <3
Danilo, Bruna, Ariane, Mateus, Jessica em “como salvar um fim de semana com pizzas e risadas”! Amigos Grandiosos: nós temos, e vocês? <3

A gente acredita em pequenos momentos especiais ao lado de quem ama. Especialmente hoje, com esse cotidiano tão corrido e cheio de coisas para resolver, em que estamos o tempo todo conectados às pessoas, mas nem sempre conseguimos vê-las pessoalmente por algumas horinhas, para trocar novidades olhando no olho e compartilhando do mesmo momento. Dizem que aqui em São Paulo essa sensação é ainda pior. Nunca morei em outro lugar pra saber, mas querem ouvir uma sinceridade talvez um pouco inconveniente? Eu amo essa loucura daqui. É só aprender a lidar com ela. 🙂

Bruninha também curte SP, viu!? <3
Bruninha também curte SP, viu!? <3

A grande questão é: todo mundo está sempre muito ocupado o tempo todo, não é mesmo? E o contato virtual é uma benção nesse sentido, porque impede que a gente se afaste demais de quem a gente gosta. Mas também é preciso tempo e espaço para ver os amigos de perto, abraçar, dar risadas… Senão vira uma ferramenta de escape, e não é bem essa sua função.

Esse fim de semana, achei que não ia conseguir ver meus amigos de novo: além de muito trabalho (viram?), ganhei de brinde uma infecção na garganta que me deixou na cama um dia inteeeiiro e ainda me garantiu horas e horas no hospital tomando soro e remédios na veia depois. Por sugestão da Dr. Oetker, que está lançando exclusivamente aqui no Brasil a Pizza Grandiosa, convidamos alguns amigos para compartilharem algumas horinhas conosco, com direito a pizza, novidades e muuuuitas, muuuuitas risadas. E, como nossos amigos são incríveis, todo mundo veio até em casa me ver e comer comigo. E isso tornou o encontro ainda mais especial. <3

Vou contar um segredo: moro longe DEMAIS de todos os meus amigos. Como sempre trabalhei do outro lado da cidade e conheci pessoas pela internet, quase ninguém é amigo de vizinhança. Por isso, nem costumo fazer as coisas por aqui, pra não ser um inconveniente, sabe? Já estou mais que acostumada a me locomover pro centro… E tem mais: com essa correria, a gente quer sempre uma saída que poupe tempo de todos. Por isso, nem imaginei que pudessem cogitar vir em casa. E se tem surpresa maior que overdose de amor num dia que tinha tudo pra ser ruim, NÃO QUERO SABER! <3

Jessica, que é a parte cozinheira do Indiretas do Bem, dominou a parte da cozinha com o Danilo.
Jessica, que é a parte cozinheira do Indiretas do Bem, dominou a cozinha com o Danilo.
Os três sabores são Baiana, Calabresa e Lombo. Todos uma delícia. <3
Os três sabores são Baiana, Calabresa e Lombo. Todos uma delícia. <3
Casualmente tirando fotos pro Instagram enquanto as pizzas assavam. HIHIHIHI
Casualmente tirando fotos pro Instagram enquanto as pizzas assavam. HIHIHIHI
Na sobremesa vai ter panqueca ou chocolate? Round 1, FIGHT!
Na sobremesa vai ter paçoca ou chocolate? Round 1, FIGHT!
Suculenta sim ou com certeza?
Suculenta sim ou com certeza?
"Faz de conta que ninguém tá vendo..."
“Faz de conta que ninguém tá vendo…”
Discutindo fervorosamente sobre... Sobre... Hm, não lembro.
Discutindo fervorosamente sobre… Sobre… Hm, não lembro.
O que é que a Baiana tem? Apimentado delícia, claro <3
O que é que a Baiana tem? Apimentado delícia, claro <3

Curtiu? Tem mais: quem quiser compartilhar pizzas com os amigos também fora do mundo online tem uma chance assistindo ao filme até o fim:

Descubra mais chances de viver experiências grandiosas lá na página de Dr. Oetker Brasil no Facebook. =)

A de calabresa é oficialmente a nossa favorita. Virou até gif. <3 <3
Fiquem com este gif da Grandiosa Calabresa, que é oficialmente a nossa favorita.

Procura-se: Gente que doa vida

Ou: Descubra como doar sangue e por que isso é tão importante

sangue

Talvez você já tenha ouvido falar que os Bancos de Sangue trabalham sempre com os estoques no limite e nem tenha dado importância a essa informação. Tudo bem, acontece. Mas a nossa obrigação é lembrar a todos que a responsabilidade de doar é nossa, né?

25 de Novembro é o Dia Nacional do Doador de Sangue e, desde já, queremos convidar todos a conhecer a importância da doação e participar doando e chamando os amigos. Por isso, nos juntamos à Tastemade e ao projeto VaiDoa! e estamos espalhando esta ideia.

 

 

Como sabemos que muita gente é cheia de dúvidas a respeito, preparamos um post especial com o apoio do A. C. Camargo Cancer Center, e tentamos abordar as questões mais frequentes e importantes a respeito da doação. As perguntas foram respondidas pelo Dr. Rafael Colella, Diretor do Banco de Sangue do A.C.Camargo e pela Dra. Sandra Kayano, médica titular do Banco de Sangue. 🙂

Por que doar sangue?

“Devemos considerar que, por mais que a medicina tenha evoluído e a tecnologia propicie aos pacientes transfusões mais seguras, e de componentes do sangue mais específicos para cada situação, ainda não se descobriu um substituto tão seguro e eficiente ou, até mesmo, uma forma de se ‘fabricar’ o sangue. Até os dias atuais, o paciente que necessita de transfusões para o sucesso de seu tratamento depende completamente da solidariedade do doador voluntário”. Isso mesmo: uma pessoa só será salva caso outra doe.Estima-se que, nos Estados Unidos, apenas 7% da população adulta já doou sangue alguma vez na vida. Não há estatísticas seguras no Brasil, mas a estimativa é de que nossos números sejam ainda piores. “Muitos familiares de pacientes, ao confrontarem a realidade da dificuldade em se convencer amigos e colegas a dedicarem um pequeno tempo de suas vidas a doarem sangue, atentam para o fato de que, num mundo cada vez mais individualista, apenas no momento da necessidade e adversidade pessoal se nota a importância destes pequenos atos de solidariedade. A doação de sangue deve ser estimulada constantemente e é fundamental a conscientização da população brasileira sobre sua importância. Doar sangue, além de um ato de amor ao próximo, é um ato de cidadania”.

Não vamos deixar para doar apenas quando o problema chegar às nossas casas, gente

O que é preciso para ser um doador?

“Para ser um doador o candidato deve ter entre 18 e 60 anos (dos 60 aos 67 anos, é necessário que tenha realizado ao menos uma doação anterior), peso acima dos 50 quilos, estar saudável nos últimos 6 meses, não ter antecedentes ou infecções atuais por agentes transmitidos através do sangue e apresentar-se ao Banco de Sangue portando um documento oficial com foto, bem alimentado, descansado, e sem ter feito uso de bebidas alcoólicas nas 12 horas que antecedam a doação.”

requisitos

Todo mundo pode doar sangue?

“Toda pessoa que, numa primeira avaliação, se encaixe nos critérios acima pode candidatar-se à doação. Após o cadastro, o candidato é submetido a uma avaliação de dados vitais (pressão arterial, frequência cardíaca, temperatura) e dosagem de hemoglobina, conhecida popularmente como ‘teste de anemia’. Após esta avaliação, estando tudo dentro da normalidade, o candidato responde a uma entrevista sobre seus antecedentes médicos, epidemiológicos, de viagens, hábitos sexuais e outros pontos de extrema importância para a segurança do candidato e do paciente que receberá o sangue doado. As pessoas que possuam algum histórico de doença que possa oferecer à sua própria saúde riscos decorrentes da retirada do volume de sangue destinado à doação, bem como aquelas que foram expostas a situações de risco para infecções transmissíveis através do sangue, são recusadas como doadores.”

Pessoas tatuadas não podem doar sangue? Por quê?

esse papo de que tatuado não pode doar sangue é mito, viu? :)
esse papo de que tatuado não pode doar sangue é mito, viu? 🙂

Calma. Pessoas tatuadas podem doar sim – o que influencia a doação é o tempo desde a última tatuagem. “Ao se fazer uma tatuagem, os instrumentos e tintas que entram em contato com o sangue ou fluidos corporais, caso não sejam mantidos em embalagens esterilizadas e utilizadas em mais de um cliente, podem levar a transmissão de infecções tais como hepatites B, C e HIV. As pessoas que realizaram tatuagens nos 12 meses que antecedem a doação são consideradas inaptas. O período de afastamento das doações de sangue é exigido pelo fato de que, após uma contaminação recente, o organismo ainda não teve tempo hábil para a produção de anticorpos. Além disso, a replicação do agente infeccioso é baixa logo após essa contaminação e, por isso, os testes sorológicos podem apresentar resultados normais, o que comprometeria a doação. Após o período de 12 meses decorridos da última tatuagem, não há mais impedimento relacionado ao procedimento.”

Ao doar sangue, eu corro algum risco?

Isso de que o doador corre risco de contaminações ao doar sangue, que o sangue ‘engrossa”, “afina” ou de que doar sangue “vicia” é tudo mentira! Segundo os médicos, todo o material utilizado é descartável e não há riscos de contaminações; o sangue doado é reposto pelo organismo em curto período de tempo e não há mudanças na espessura ou viscosidade do sangue devido à doação.

Pode ficar tranquilo!

“A grande maioria das doações de sangue ocorrem de maneira segura e sem intercorrências. Em alguns casos podem ocorrer reações leves como ansiedade, tonturas, palidez cutânea, náuseas, sudorese, desmaios ou pequenos hematomas. Comumente estas complicações ocorrem ainda no Banco de Sangue e são prontamente atendidas pelas equipes médica e de enfermagem do serviço.”

Mas é só isso? “Reações mais graves são raras e geralmente estão relacionadas a condições ou enfermidades omitidas pelo doador durante a entrevista, tais como: problemas cardíacos, epilepsias, jejum prolongado ou uso de bebidas alcoólicas. Para se evitar estas intercorrências, é de suma importância que o doador não omita nenhuma condição que contraindique a doação e siga as instruções fornecidas pelo Banco de Sangue, tanto de preparo como no pós-doação.”

Quais são as restrições aos doadores?

Durante a entrevista clínica o doador é perguntado sobre suas condições atuais, seus antecedentes médicos, doenças crônicas, uso de medicações, infecções recentes, realização de procedimentos cirúrgicos, odontológicos ou endoscópicos, viagens recentes a regiões endêmicas para malária e outras doenças transmitidas através do sangue, hábitos sexuais, uso de drogas ilícitas e condições gerais de saúde. São muitas as doenças e situações que restringem o candidato à doação de sangue, sempre com os objetivos maiores de proteger a integridade física do paciente que receberá o sangue e de preservar a saúde do doador.

Onde doar?

Procure o banco de sangue mais próximo da sua casa ou combine com os amigos! O A.C.Camargo Cancer Center, que nos ajudou nesse post, possui um Banco de Sangue próprio, com uma equipe de médicos especialistas em hemoterapia e hematologia, em regime de dedicação exclusiva. Para o seu conforto, é possível agendar um horário para a doação pelo site.

E aí, vamos doar?

No dia 25 estaremos por lá juntos! 🙂

Confira também

O pessoal da Tastemade preparou uma playlist cheia de #ReceitasDoBem pra compartilhar com a gente. Afinal, pra doar sangue é preciso estar bem alimentado! 🙂

E lá no tumblr do #VaiDoa tem mais informações sobre doação. =)

apoio