Descubra a importância da adoção responsável de animais

Vocês provavelmente já viram essa indireta no nosso instagram <3
Vocês provavelmente já viram essa indireta no nosso instagram <3

Eu amo animaizinhos. Sério. Cães, gatos, passarinhos, tartarugas, nossa… Se começar a listar as fofuras que tive ao longo da vida e sempre me fazem suspirar, passarei uma vida aqui. Inclusive alguns amigos usam a tática (suja!) de mandar fotos com filhotinhos diferentes para me dobrar (funciona, hehe).

Essa é a Nina, meu grande amor em forma de dobrinhas. Adotamos faz cerca de dois anos e ela virou a estrela do meu instagram <3
Essa é a Nina, meu grande amor em forma de dobrinhas. Adotamos faz cerca de dois anos e ela virou a estrela do meu instagram <3

E não sou a única: a Jessica é a louca dos gatinhos daqui do Indiretas do bem. Estilo Felícia mesmo: quando não está no trabalho, está me mandando Snapchats dos seus filhos Arya e Lannister, que adotou ano passado. É uma delícia. Vic chamou a gente pra blogagem coletiva dessa semana, topamos na hora!

Mais um domingo gateiro na casa da Jessica, que tem o instagram mais catlover que eu conheço <3
Mais um domingo gateiro na casa da Jessica, que tem um instagram altamente catlover <3

Sério, a gente sempre pode pensar em adotar uma companhia. Afinal, nunca, NUNCA é tarde pra encher a casa de amor.

AMOR, gente. Não vaidade.

Mas todo mundo ama pets! Por que falar disso?

Sim, que um monte de gente acha animais seres fofinhos e quer ter um em casa nós sabemos. Mas o que muita gente esquece é que esses seres demandam carinho, atenção e cuidados para o resto de suas vidas, não só quando são pequenos. Isso significa que, quando você se apaixona por um cachorro ou um gatinho, você precisa lembrar que ele vai crescer, fazer xixi e cocô pela casa, eventualmente destruir alguns móveis e ficar doente (e como a gente sofre quando eles ficam doentes!). Basicamente, um pet não vai ser só seu amigo: vai ser como um filho. E isso é incrível… Mas é preciso estar preparado.

Tem gente que esquece e, no calor da emoção, trata os pequenos como objetos. Compra pra dar de presente, não respeita as necessidades do animal e, quando não acha mais ele fofinho, abandona por aí como um brinquedo velho. Então estamos falando de adoção por um motivo bem simples: responsabilidade.

Como adoto um bichinho de forma responsável?

Bom, em primeiro lugar, percebeu que a gente usa a palavra “adoção” com frequência? Pois é: apesar de tentador, você não deve comprar seu pet por aí. Com tantos locais responsáveis por abrigar e distribuir animais sem lar, financiar a criação deles para a venda não vale a pena – você pode acabar contribuindo para o sofrimento de alguns bichinhos. Além disso, existem alguns critérios que te ajudam a saber se é a hora certa de ter seu pet! Cheque:

– Espaço: sua casa precisa ser segura! De preferência, com muros altos. Janelas teladas também são essenciais, principalmente em apartamentos.
– Condições financeiras: você precisa alimentar o pet e arcar com os custos de veterinários, vacinas, remédios… Não esqueça!
– Condições de saúde: certifique-se de que todos em casa estão de acordo com a adoção e não possuem alergia!
– Temperamento do pet: escolha um animal que se adeque ao seu espaço disponível e cujo temperamento combine com o da sua família! Durante a adoção, converse bastante para descobrir se aquela raça não cresce muito para o seu apartamento, por exemplo.

Se voce pensa em adotar ou um bichinho de Dia das Crianças, Natal, aniversário… Cuidado com o calor da emoção, tá? Não estamos falando de uma compra por impulso, estamos falando de uma vida. E, acreditem se quiserem, essas datas são responsáveis por muitas e muitas ocorrências de abandono ao longo do ano! 🙁

Estou preparado! E agora?

Bom, se você já está ciente de tudo o que precisa e está pronto para adotar, vá em frente! Procure uma ONG ou abrigo e corra para o abraço. 🙂

E não se esqueça de colocar em prática – e dividir com os amigos! – os dez mandamentos da Guarda Responsável:

01. EDUCAÇÃO
Respeito aos animais precisa ser ensinado desde cedo! Eduque as crianças;
02. DENÚNCIA Notou algo suspeito? Fique de olho e sempre denuncie casos de maus tratos aos animais;
03. CASTRAÇÃO
Castre seus animais e você estará livre de surpresas – o que evita o abandono de filhotes não planejados;
04. VACINAÇÃO
Vacine seus pets;
05. TRATAMENTO
Visite o veterinário regularmente;
06. CONSCIENTIZAÇÃO
Ajude a conscientizar as pessoas contra os abandonos, especialmente no final do ano, quando acontecem com maior frequência;
07. APOIO
Apoie cães e gatinhos idosos, que necessitam de auxílio;
08. ALIMENTAÇÃO
Garanta alimentação digna e saudável aos seus pets;
09. ESPAÇO
Garanta espaço adequado para a diversão e o bem estar do animal;
10. HIGIENE
Cuide da higiene do espaço dos animais e deles também.

Onde adotar e denunciar

Se você quer adotar ou denunciar maus tratos e abandono, deve procurar o centro de zoonoses local ou projetos como o Adote um Gatinho ou o Adote um Focinho.

A maioria de ONGs e protetores depende da doação de dinheiro e alimentos para manter os animais sob condições dignas, por isso, é sempre legal procurar locais confiáveis para ajudar. A Max Alimentos, que está promovendo essa semana de conscientização e possui um programa criado para doar rações para ONGs e Protetores de animais do Brasil inteiro (saiba mais clicando aqui), tem uma lista de ONGs beneficiadas nas quais você pode confiar na hora de adotar, dá uma olhadinha!

Compartilhe sua história!

Gostou do post? Adotou um pet recentemente ou pretende adotar? Tem alguma história especial com seus bichinhos? Conta pra gente nos comentários! Queremos conhecer as paixões de vocês também! 🙂

Spock apoia a Guarda Responsável. "It's only logical", diz. :3
Spock apoia a Guarda Responsável. “It’s only logical”, diz. :3

#instadobem04: Gente que compartilha sorrisos

head4

Nós falamos o tempo todo sobre a importância dos pequenos gestos no dia a dia. É isso que inspira tanto as coisas a mudarem. E um dos gestos mais valiosos que temos é o sorriso.

Isso mesmo: um pequeno sorriso pode mudar o seu dia e o de outras pessoas. Por isso, quando pedimos que enviassem sorrisos no #instadobem04, já sabíamos que o resultado seria iluminado – e não deu outra! Se existe coisa mais contagiante que um sorriso, ainda não conhecemos. É tão bom usá-lo muito mais que como uma expressão de alegria, mas como uma arma para fazer com que o que nós e as pessoas ao nosso redor sentimos se transforme…

Gostou? Quer participar e aparecer também? Fotografe crianças e publique com a hashtag #instadobem05! O vídeo vai ao ar no próximo fim de semana! 🙂

Segue a gente lá no instagram: @instadobem!

 

#instadobem03: gente que ama gatinhos

head3

Essa semana foi cheia de gatinhos! Ao lado das meninas do Cat Lovers Day nós tocamos o terceiro desafio #instadobem e conseguimos participações recorde! Foi overdose de fofura passear pela hashtag. Já estava quase começando a miar aqui… Hahaha.

Ficamos muito, muito felizes com as participações e, como de costume, preparamos um vídeo com as fotos que mais geraram suspiros na redação. Mas a verdade é que nunca sentimos tanta vontade de fazer um vídeo com TODAS as fotos. Já imaginaram? Dez minutos de gatinhos nonstop! Ainda bem que o autocontrole venceu. Dá o play e curte o amor que é deixar os gatinhos dominarem a internet!

Gostou? Quer participar? A #instadobem04 já está no ar é é pra gente que é feliz! Dá uma olhada lá no nosso instagram e participa! É só fotografar sorrisos e enviar. 🙂

Para ver todas as fotos que participaram do desafio, é só clicar aqui!