Infância do bem

Hoje, dia 18 de abril, o QG Indiretas do bem acordou nostálgico: é dia nacional do livro infantil, e bateu forte aqui porque nós duas somos apaixonadas por histórias que a gente conheceu pequenininha e ama até então.

Crescemos imaginando aonde teria ido parar nossa coruja, por exemplo. Quem mais aí?
Crescemos imaginando aonde teria ido parar nossa coruja, por exemplo. Quem mais aí?

Por isso, preparamos uma série de indiretas baseadas nos livros que marcaram a minha, a sua, a nossa infância e elas subirão até o fim do dia. isso mesmo: hoje é o dia das indiretas de infância lá na página.

Quer ver seu livro favorito por lá também? Conta pra gente aí nos comentários qual clássico infantil merece uma indireta! vamos ficar de olho e fazer os mais legais!

Enquanto isso, você pode acompanhar a timeline e vir com a gente viajar no tempo! 🙂

UPDATE 🙂

Confira todos os posts que rolaram na galeria!

 

um blog do bem? como assim?

nós acreditamos mesmo que uma expressão de amor pode mudar o dia de alguém. uma lembrança que seja. foi assim que criamos o Indiretas do Bem: tentando achar um jeito de levar um pouco de paz a um dia atribulado entre amigos.

e foi por termos visto a página crescer rápido e receber tantos comentários, mensagens e emails diários que decidimos ter um espaço em que podemos conversar com vocês mais de perto e contar melhor sobre tudo o que acontece por aqui – o processo até chegar nas indiretas bonitinhas que compartilhamos pelo Facebook.

aqui vocês vão conhecer livros, filmes, peças, projetos, pessoas, produtos, causas… um pouquinho de nós duas, do que acreditamos e consumimos – tudo que sirva de inspiração e valha a pena compartilhar.

é ainda a dose de amor espalhada na timeline, agora em uma nova plataforma. amor all around the internet.

sejam bem-vindos. a casa é sua. :}

ariane e jessica

de onde veio o indiretas do bem

era novembro, a vida passava devagar, o fim de ano ameaçava mas não chegava nunca e a gente estava lá… vendo farpa ir e vir pra todos os lados da timeline.

é.

farpa inútil, briga boba. a vontade era de gritar pra todo mundo ficar quietinho, respirar fundo e mudar o foco.

e estalou: por que é que ninguém fica destacando o lado bom dos outros o dia todo – mas vira e mexe tá lá cutucando alguma feridinha?

como era horário de almoço das duas – é, a gente trabalha no mesmo lugar! -, sentamos no computador e criamos a página na hora. indiretas do bem. “vamos ver se coisa boa vocês também gostam de enviar, maledetos!” e bombou. é! bombou.

um dia de página e mil likes? numa brincadeirinha para apaziguar os ânimos dos amigos? vê se pode. pode.

mas sabe o que é? a gente percebeu: espalhar amor é bom, espalhar amor faz bem.

e é claro que ninguém é de ferro e às vezes a gente também dá uma derrapada e deixa aquela farpinha escapar sem direção na nossa timeline pra todo mundo que estiver com vontade de receber. carapuça é tamanho único, né?

mas temos nos esforçado é pra passar essa verdade: que tudo tem seu lado bom (e se for ruim a gente prefere não destacar – mas colocar de lado).

um beijo,

ariane e jessica.