Punho de Ferro e a busca pelo propósito

ironfist

Hoje, dia 17/03/17 (não hoje, caso você esteja vendo esse post no futuro), a Netflix disponibilizou todos os episódios de Punho de Ferro, a quarta peça no grande e complexo quebra-cabeça que é o universo da Marvel na “TV” que se encerra com o lançamento de Defensores, previsto para Junho desse ano (de 2017, caso você esteja no futuro).

Punho de Ferro conta a história de Danny Rand, que volta a Nova York 15 anos depois de ser dado como morto após um acidente de avião que matou seus pais, procurando respostas. Nesse meio tempo, ele treina com monges, aprende mil coisas sobre a vida e sobre artes marciais, e sobre controlar seus pensamentos e vontades.

landscape-1486487330-danny-rand-iron-fist-netflix

Deixando até um pouco de lado coisas como a abertura ser obviamente maravilhosa (assim como todas as séries da Netflix) e a óbvia diversidade asiática que são grandes pontos altos da série, Punho de Ferro segue a lógica das irmãs e carrega consigo uma mensagem que talvez seja mais poderosa que todos os Vingadores juntos.

Se em Demolidor nós temos uma luta pra fazer da vida o melhor com o que você tem, em Jessica Jones nós temos a luta contra o abuso psicológico e a importância de migas™ e em Luke Cage nós temos o grande senso de comunidade e de andar pra frente, em Punho de Ferro a mensagem é sobre achar um propósito na vida.

O propósito da vida é achar um propósito –mas divirta-se no caminho!

A gente sempre se vê perdido na vida quando, aos 17 anos, ao terminar o Ensino Médio, somos obrigados a escolher o que queremos ser para o resto da vida, e a todo momento somos ensinados que esse é o nosso propósito na vida –estudar, arrumar um emprego, arrumar uma família, deixar um “legado.”

Porém, a gente sabe que a vida real não é assim. A vida te dá voadora na cara, a vida te deixa rodando sem saber o que fazer a maioria das vezes, a vida derruba o avião que você tá com seus pais e vocês caem no meio do Himalaia. Então, uma das frases mais legais que o Danny Rand solta no meio de suas epifanias ~zen~ é “o propósito da vida é achar um propósito,” o famoso “o prazer está na jornada e não no destino”, e isso é justamente o que completa o colega mendigo com “apenas certifique-se de que você se divirta no caminho!”

Punho de Ferro vem pra complementar o quarteto fantástico dos personagens da Marvel que não são perfeitos e nem pretendem, e o Danny ainda por cima é aquela pessoa que todos nós já fomos um dia: não sabe se está perdido ou se foi parar em Alagoinha e precisa pedir crédito emprestado pra Oi. (Não entendeu?)

Tudo bem você demorar pra achar o seu propósito na vida, às vezes ele não vem na mesma hora que você quer ou precisa. O importante é que você se divirta no caminho 😉

ironfist2

Comente pelo facebook

Deixe seu comentário!