Vamos ler sobre saúde mental?

A gente ama falar de livros por aqui, ainda mais quando os livros que indicamos trazem mensagens tão importantes e que precisam tanto ser discutidas como a saúde mental. Felizmente, vivemos num mundo onde falar sobre depressão e ansiedade não é mais um tabu, e a gente consegue discutir esses assuntos de forma super aberta, honesta e, mais importante de tudo, real.

No universo da literatura não é diferente, e cada vez mais a literatura jovem está colocando esses assuntos em pauta. Foi pensando nisso que a gente fez essa lista com recomendações de livros que discutem saúde mental seja de um modo mais ~leve, seja de um modo mais ~pesado. Vamos?

Alucinadamente Feliz, da Jenny Lawson (não ficção)

Existem 3 livros na minha lista de “livros que mudaram a minha vida”, e posso dizer com toda a certeza do mundo de que esse é um deles. A Jenny luta com depressão e ansiedade na vida dela toda e nesse livro auto-biográfico ela expõe o assunto de forma super leve e necessária. Muito embora a depressão e a ansiedade afetem cada pessoa de um jeito diferente, Alucinadamente Feliz é um ótimo começo pra começar a entender como essas doenças funcionam, especialmente na vida de alguém que é tão público como um autor.

Para comprar, clique aqui: (x)

Fangirl, Rainbow Rowell

Pode parecer que o livro é uma história de descobertas, amor e fanfics, e de fato é, o que só deixa mais incrível o fato de que o livro traz tanto sobre ansiedade. A personagem principal, a Cath, sofre demais quando se vê sem a irmã gêmea no primeiro dia de faculdade, e em diversas passagens a Rainbow expõe problemas reais vividos por pessoas com ansiedade. Leitura mais que obrigatória, além de ser uma delícia 🙂

Para comprar, clique aqui: (x)

As Vantagens de Ser Invisível, Stephen Chbosky

Eu AMO recomendar esse livro porque ele é tudo: uma história sobre colégio, uma história sobre amizade, uma história sobre músicas boas e uma história sobre depressão. Tudo no ponto de vista do Charlie, que é um personagem super completo e, mais do que isso, complexo. A história é contada de uma forma quase não-linear, e é uma ótima alegoria de como o fluxo de pensamento de uma pessoa com doença mental funciona. A adaptação desse livro é incrível, roteirizada pelo próximo Stephen, e super sensível.

“Eu estou feliz e triste ao mesmo tempo, e eu ainda estou tentando entender como isso é possível.”

Para comprar, clique aqui: (x)

Uma História Meio que Engraçada, Ned Vizzini

Também com uma adaptação ótima pra filme, esse livro conta a história de um suicida sob um ponto de vista interessantíssimo: o da pessoa que vai procurar ajuda, já que é exatamente o que acontece. Craig sente que talvez não consiga passar por sua última crise sozinho, e resolve fazer ele mesmo o check in na ala psiquiátrica de um hospital na cidade dele. Lá, ele entra em contato com outras pessoas, outros pontos de vista, e apresenta tudo isso pra gente.

Para comprar, clique aqui: (x)

Perdão, Leonard Peacock, Matthew Quick

Trigger warning: suicídio e abuso.

Se tem uma coisa que Matthew sabe muito bem escrever sobre, é saúde mental, né? Você talvez se lembre de A Sorte do Agora, que fala sobre doença mental e autismo, e O Lado Bom da Vida, filme que deu a Jennifer Lawrence um Oscar de Melhor Atriz –ele é baseado num livro escrito por ele. Nessa história, nós acompanhamos um dia específico na vida do Leonard, depressivo e suicida, que resolve matar seu ex-melhor amigo e se matar, no dia do seu aniversário. O motivo pelo qual ele quer fazer isso vai se revelando aos poucos conforme a história nos apresenta os personagens mais importantes na vida dele. Aqui, o ponto de vista é de uma pessoa que está com tudo planejado, e o quanto isso pode ser desesperador.

Para comprar, clique aqui: (Perdão, Leonard Peacock) (A Sorte do Agora) (O Lado Bom da Vida)

O Último Adeus, Cynthia Hand

Suicídio é algo que afeta todo mundo ao redor da pessoa que pensou em se matar ou realmente conseguiu, as coisas nunca mais são as mesmas. Esse livro é ótimo pois é escrito do ponto de vista daquelas pessoas que ficam aqui, e que precisam seguir em frente e lidar com o que vem depois. Sob a premissa de “estar muito vazio”, o irmão de Alexis, Tyler, decide se matar. O livro nos conta o que Lex fez para conseguir lidar com seu luto e o que ela descobriu sobre Ty e sobre si mesma depois de começar a se abrir e o quanto se abrir e prestar atenção em sinais é importante.

Para comprar, clique aqui: (x)

Para ler mais: O que acontece no dia a dia de quem tem ansiedade ou depressão?

Por Lugares Incríveis, Jennifer Niven

Theodore e Violet são dois adolescentes que sofrem de depressão, e que se encontram em circunstâncias, por falta de outra palavra, “engraçadas“. Juntos, então, eles começam a falar mais sobre suas respectivas doenças, o que as causam, o que fazem quando precisam lidar com uma crise… Esse livro é importante pois mostra o quanto amizades são portas essenciais que precisam ficar abertas, mas que nem sempre tudo está ao nosso controle. E não é porque a “decisão final” é da outra pessoa que a gente não possa, como amigos, fazer nosso papel de estar sempre presente.

Para comprar, clique aqui: (x)

Volto a dizer o quanto é importante que essas histórias estejam em contato com os jovens, não só pra que eles conheçam os problemas, mas para que eles talvez se identifiquem e procurem ajuda –a Associação Brasileira de Psiquiatria diz que quase 100% dos casos de suicídio estão associados com histórico de doenças mentais e poderiam ter sido evitados se fossem discutidos ou tratados corretamente.

Ler e se informar é ótimo, mas se você passa ou está passando nesse momento por um período difícil, não hesite em pedir ajuda. Você importa DEMAIS, sua saúde mental é importante, e existe um mundo que precisa conhecer sua história, e ninguém melhor que você mesmo pra contar.

Converse com um amigo, procure um psicólogo ou terapeuta, e, se necessário, a linha 141 do CVV está sempre aberta com um voluntário pronto e apto para conversar com você e te oferecer apoio emocional. Eles também oferecem atendimento via Skype, e-mail e pessoalmente. Consulte aqui.

Comente pelo facebook

Deixe seu comentário!